Marquei encontros com a vida
Várias vezes numa esquina,
Outras tantas em muitas retas
E algumas vezes nas curvas.
Em vão,
A vida segue sempre à frente
É cicerone incansável
E muito impaciente,
Nega-se esperar juntar cacos
Daquilo que foi e deixou de ser
Por sermos imprevidentes,
Em passos largos vai sempre
Muito a nossa frente
Para não ouvir choros
Muito menos ranger de dentes,
Assim segue sua sina,
Como sempre foi:
INDIFERENTE.
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: