Sobre poetas e rios

 O poeta é um rio que tem de escoar
As águas que recebe
De outros rios afluentes…
Rio que não recebe água de outras fontes
Não transborda, não escoa,
Jamais chega ao mar…
Quem não lê, não escreve
Algo digno de leitura,
Apenas gasta tinta atoa…
Todo rio corre desesperadamente
Em direção ao mar…
Todo poeta deseja ardentemente
A alma desafogar…
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: