Quando me vejo no espelho
Percebo meu mundo interior
Saltando pelos olhos
Para desenhar incessantemente
O mundo que me rodeia.
Meu mundo exterior,
Na verdade,
É um prolongamento incessante,
Uma projeção fiel
De meu mundo interior…
Paz é o que busco
Aqui fora, no caos do mundo sensível,
Mas como haveria de achá-la
Se dentro de mim
Não estou a cultivá-la           

E muito menos a projetá-la…

Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: