Da certeza

Aprendi com a vida
E com os livros,
Que vivem bem
Quem não tem certeza de nada,
Pois a certeza não passa
De uma frondosa árvore frutífera
Com ampla sombra, frutos maduros
E muita água fresca,
Na qual uma vez acomodado o corpo
Seus músculos atrofiam,
Seu sangue engrossa
E a vida aos poucos se apaga…
A incerteza é o desafio
Em continuar andando
Sem ponto de chegada,
Em busca do tudo, do nada,
Pois o que é a vida?
Senão uma interminável caminhada…
Anúncios

Olá! Obrigado pela visita.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: